quinta-feira, 30 de maio de 2013

Como são feitas as miniaturas ? parte 2

Caros leitores, continuando a descrição do processo de confecção das miniaturas (veja o início no post "Como são feitas as miniaturas parte 1"). Após o término da moldagem da carroceria, eu utilizo lixas     d´água a seco, começando com a 80, depois, 150, 240, 360 e 400. Após a aplicação das lixas a carroceria fica lisa e brilhante. Para dar acabamento de brilho, eu dou polimento com boina de feltro, utilizando motor de suspensão.


Aston Martin DBR4 moldado ainda sem o acabamento com lixas




BRM Type 15 V16 já com o acabamento com as lixas e polido com a boina de feltro, pronto para pintura




BRM Type 15 V16 já com o acabamento com as lixas e polido com a boina de feltro, pronto para pintura

- Depois do processo de lixa e polimento da carroceria, são feitos os furos de encaixe das peças externas, que geralmente já foram feitas antes. São testados os encaixes e a aparência.

- Após o acabamento o carro está pronto para iniciar a pintura. Para as peças de acabamento, e algumas internas eu utilizo tinta de modelismo Testors ou Tamiya. Para a pintura da carroceria, eu uso tinta esmalte sintético alto brilho. A miniatura é pintada a mão com pincel fino. São aplicadas duas ou três mãos de tinta conforme a cobertura da cor a ser utilizada no carro. 



Alfa Romeo P3 em processo de pintura 

- Após a pintura do carro é iniciado o processo de montagem da miniatura. Tudo tem uma ordem para ser feito. Há pinturas de peças que são feitas as vezes com a peça no lugar.

- Nesta fase são aplicados os logotipos, que são feitos de metal, papel e resina ou verniz conforme o carro.

- Na última fase são colocados as rodas e pneus (que são as únicas peças que não são feitas por mim), e está pronta mais uma miniatura.

A construção completa de uma das miniaturas pode ser acompanhada nos posts "Construindo o ERA e-type 1938 partes 1 a 25"